Domingo XXVIII do Tempo Comum

“A música litúrgica não é um puro exercício de estética. A música litúrgica existe para salientar a força da Palavra de Deus; essa sim, é viva e eficaz e penetra até ao ponto de divisão da alma e do espírito. Por isso, na liturgia, o músico deve ter um cuidado escrupuloso em tornar compreensível cada uma das sílabas do texto. Não diluir as palavras com técnicas vocais que aplanam os sons, mas procurar a clareza das palavras.”  In Arquidiocese de Braga

Cânticos para o Domingo XXVIII do Tempo Comum – Ano B (Liturgia)

Trazer

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.