Domingo XXXI do Tempo Comum

“No exercício do seu ministério, por mais virtuoso que o músico seja, se não tiver amor, será como metal que soa ou como o sino que tine: sonoros, mas vazios. Pelo exercício do seu ministério musical, o músico também diz o seu “amor a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo”. Para isso, deve inserir-se de coração sincero na finalidade geral da Liturgia: “a Glória de Deus e a Salvação dos homens”    In Arquidiocese de Braga

Cânticos para o Domingo XXXI do Tempo Comum – Ano B (Liturgia)

Trazer

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.