Domingo XVII do Tempo Comum

“O bom mestre de coro é aquele que consegue fazer muito partindo de pouco. É fácil obter um bom resultado sonoro de um coro profissional, seja qual for o reportório; o engenho está em, partindo de uma matéria-prima modesta, desmultiplicar as capacidades dos coralistas e escolher um reportório que permita isso. Todavia, a melhor forma de multiplicar é pôr a assembleia a cantar com o coro, ficando todos saciados.”  In Arquidiocese de Braga

Cânticos para o Domingo XVII do Tempo Comum – Ano B (Liturgia)

Trazer

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.