Domingo XVI do Tempo Comum

”Num coro, o maestro é aquele que agrega, que impede que as ovelhas – cantores e instrumentistas – se desgarrem por “vales tenebrosos” ou enfrentem as dificuldades musicais temerosamente. Nesses momentos, a sua batuta enche de confiança. Assim, ele vai preparando a mesa com os manjares suculentos da harmonia, da linha melódica segura, do ritmo firme e sem hesitações e do silêncio ressonante, delicioso e perfumado.”                                                                                                                            In Arquidiocese de Braga

Cânticos para o Domingo XVI do Tempo Comum – Ano B (Liturgia)

Trazer

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.